Por Eduardo Vessoni, do site Viagem em Pauta

Não queremos dizer que o destino litorâneo mais cobiçado do Brasil precise de retoques ou de recursos extras para conquistar visitantes, mas Fernando de Noronha é daqueles lugares que ficam ainda melhores com certos serviços exclusivos e inusitados.

Montada nas praias da Conceição ou do Bode, de acordo com a maré ou com a privacidade exigida pelos clientes, a experiência de final de tarde inclui pratos harmonizados com vinho tinto, branco ou espumante, bem como toalhas, revistas e livros. Tudo montado ali mesmo, em uma das faixas de areia mais famosas da ilha.

Com horta hidropônica de onde saem os principais ingredientes dos pratos produzidos na cozinha local, a pousada é conhecida também pela gastronomia molecular, assinda pelo chef Maurício Jasnievicz, aprendiz de Emilio Masías do Astrid y Gastón, restaurante de Lima, no Peru.

O restaurante da pousada, erguido em um terraço de madeira com vista para a região, é considerado pioneiro nesse tipo de cozinha, famosa pelas reações químicas e físicas pelas quais passa o alimento.

No cardápio assinado por Jasnievicz, cujos pratos assumem versões lúdicas, o cliente é surpreendido com o menu degustação de seis tempos que leva à mesa opções curiosas como a sardinha frita com azeitona de bodega recheada com mostarda e mel, ceviche com caviar de pimenta, panacota com gema de maracujá e algodão doce (?) e variações de chocolate como as versões com capim santo, farofa de pistache e (pasmem) clara nitrogenada (que chega à mesa com fumacinha e tudo!!!).

Ceviche com caviar de pimenta, na Pousada Teju-Açu (foto: Eduardo Vessoni)[/img]

Outro destaque do local são os drinques como o de gengibre com cachaça envelhecida e o Carvalhau, feito com limão siciliano e xarope de banana.

Só não dá para pedi-los em sua próxima visita à pousada. As bebidas são inventadas na hora pelos atendentes do restaurante, de acordo com a temporada e a disponibilidade dos ingredientes.

Mas o que, sim, é possível, é tomar o café da manhã, a qualquer hora do dia, como informa a recepcionista, logo no check-in. O hotel disponibiliza um menu de opções de pratos que podem ser pedidos, previamente, para serem servidos no próprio bangalô.

Rodeada por vegetação nativa da Mata Atlântica, a pousada conta com projeto arquitetônico que previu o mínimo de interferência no solo e teve uso de madeira de reflorestamento. O local possui também horta hidropônica, quartos erguidos com eucalipto reflorestado, reutilização de água da chuva, uso de energia solar, elevação do solo do terreno local que facilita a drenagem e uso de sobras de materiais como casca de coco que funcionam como porta-sabonete ou apoio para cápsulas de café.

E você ainda corre o risco de dividir o salão da café da manhã com hóspedes como o dono da cobiçada L'Occitane e artistas como Bruno Gagliasso, Fernanda Paes Leme e Paulo Vilhena, figurinhas frequentes na pousada.

Pousada Teju-Açu
Onde: Estrada da Alamoa, s/n (Boldró – Fernando de Noronha)
Site: www.pousadateju.com.br