Cada vez mais cresce o número de mulheres que viajam sozinhas. Apesar de não existir números oficiais no Brasil, uma pesquisa rápida no Google mostra inúmeros blogs, relatos e reportagens sobre o tema. Já abordamos sobre o assunto aqui no Viagem Livre.

Há uma conjunção de fatores que podem explicar esse crescimento. As mulheres estão se tornando cada vez mais independentes; a participação massiva das mulheres no mercado de trabalho e, com isso, o aumento do renda; as mulheres tem se casado cada vez mais tarde e, por isso, não têm família para cuidar, dispondo de dinheiro suficiente para realizar viagens.

Apesar de todas essas conquistas, as mulheres ainda enfrentam as mesmas situações de discriminação e opressão de gênero, não importa o país em que estejam.

Foi buscando fomentar o diálogo sobre essas questões e conectar mulheres apaixonadas por viagens, que a mineira Dandara Degon, de 28 anos, criou a Woman Trip, uma plataforma voltada exclusivamente para o sexo feminino.

Através da rede, elas compartilham as suas experiências, fotos e dicas de viagens. Além de conhecerem mulheres do mundo inteiro, de diferentes culturas, faixas etárias e condições socioeconômicas.

"A Woman Trip conecta e incentiva mulheres viajantes, tornando possível o que é sonho. E fazemos isso por meio de reportagens direcionadas, a facilitação na compra de passagens, descontos em estabelecimentos e troca de informações", diz Dandara.

Essa nova geração de mulheres viajantes chamou também a atenção de outras empresas, como hotéis, seguradoras, academias de ginástica que, em parceria com o site, oferecem vantagens a esse público.

Saiba mais: www.womantrip.com